Beijo

31 03 2010

Ardo neste desejo contido,

nesta amargura da certeza,

de não te ter aqui comigo,

nem tão pouco sentir a leveza

que um beijo teu possa acalmar

esta tempestade, esta fúria de mar.

Apenas me é permitido

a proximidade dessa grandeza,

alma sublime em vaso contido,

vislumbre de graciosa beleza,

que deixas pairar neste ar

o qual insisto em respirar.

Viciante esta constante presença,

que me arrebata nessa crença

de um dia parar de sofrer

e comigo teu amor morrer.

Para H

Anúncios

Acções

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: